Category: Hyundai Motorsport


Carlos Vieira prossegue recuperação a excelente ritmo

By Catarina Mendes,

team hyundai portugal Novo piloto

Giandomenico Basso integra Team Hyundai Portugal na 59.ª Edição do Rali Vinho da Madeira

A recuperação do piloto oficial do Team Hyundai Portugal no Campeonato de Portugal de Ralis, Carlos Vieira, prossegue a excelente ritmo, no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), na sequência da saída de estrada ocorrida durante o Rali Vidreiro Centro de Portugal – Marinha Grande, no mês passado.

Entretanto, e como a condição física do campeão nacional de ralis em título não está ainda restabelecida, o Team Hyundai Portugal prossegue o programa definido no início da época e decidiu convidar o piloto italiano Giandomenico Basso para guiar o i20 R5 oficial de Carlos Vieira na 59.ª edição do Rali Vinho Madeira, próxima prova do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), que se disputa de 3 a 5 de agosto.

Um campeão para correr no lugar de um campeão, uma vez que Basso é, juntamente com o já retirado da competição e compatriota, Andrea Aghini, o piloto com mais sucesso na prova da «Pérola do Atlântico», onde já somou quatro triunfos.

“A ligação afetiva que a Hyundai Portugal tem com a sua equipa de pilotos, fez com que neste caso, tomasse esta decisão em conjunto com o Carlos Vieira, sendo muito fácil chegar a um imediato consenso sobre o nome do Giandomenico Basso” – explica Sérgio Ribeiro, CEO da Hyundai Portugal
“Sou admirador de Giandomenico Basso, um piloto de ralis muito rápido, particularmente em superfície de asfalto. Foi por isso uma excelente solução que encontrámos para correr no meu lugar no Rali Vinho da Madeira, até pelo seu palmarés na prova”, conta Carlos Vieira.

O Team Hyundai Portugal persegue assim o lema que adotou desde o início, «ralis pelos ralis», continuando a apostar na luta pela vitória com os dois i20 R5 oficiais e trazendo emoção ao CPR com o regresso de um piloto que tem muitos fãs em Portugal e em particular na ilha da Madeira.

E enquanto Carlos Vieira prossegue a recuperação, a família e o Team Hyundai Portugal enaltecem mais uma vez, porque nunca é demais, o empenho e a competência de todas as equipas médicas e hospitalares que assistiram e assistem o piloto, para com as quais sentem uma eterna dívida de gratidão. Agradecem também a corrente positiva gerada entre amigos e fãs do campeão nacional.

Carlos Vieira já saiu da Unidade de Cuidados Intensivos

By Catarina Mendes,

 

Carlos Vieira, piloto oficial do Team Hyundai Portugal no Campeonato de Portugal de Ralis, ainda está internado no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), mas o seu estado de saúde continua a evoluir de forma muito positiva, tendo saído já da Unidade de Cuidados Intensivos, esta segunda-feira, 2 de julho.

Recorde-se que o campeão nacional de ralis em título teve uma saída de estrada na primeira classificativa do Rali Vidreiro Centro de Portugal – Marinha Grande, na tarde do passado dia 8 de junho, e está internado desde então.

A família de Carlos Vieira e o Team Hyundai Portugal fazem questão enaltecer o empenho e a competência de todas as equipas médicas e hospitalares que assistiram e assistem o piloto, para com as quais sentem uma eterna dívida de gratidão. Agradecem também a corrente positiva gerada entre amigos e fãs do campeão nacional.

Team Hyundai Portugal reforça comando do CPR na estreia no Rali de Castelo Branco

By Catarina Mendes,

 

  • Líderes do Campeonato de Portugal de Ralis cumprem objetivo de reforçar o comando da competição;
  • Armindo Araújo e Luís Ramalho garantem quarto lugar na primeira experiência no asfalto de Castelo Branco;
  • Hyundai i20 R5 foi um aliado de peso num fim de semana de condições climatéricas instáveis.

 

Armindo Araújo e Luís Ramalho estiveram na discussão pelos primeiros lugares num dos ralis mais competitivos da temporada e onde os quatro primeiros classificados terminaram separados por apenas 9,5s! A dupla do Team Hyundai Portugal foi a mais rápida do CPR na classificativa de Fonte Longa 2 (PEC9) e garantiu o quarto lugar final, a apenas 0,3s do pódio. Um resultado que aumenta a vantagem de Armindo Araújo e Luís Ramalho sobre os seus mais diretos perseguidores no campeonato, tendo agora um avanço de 28,41 pontos sobre os segundos classificados.

Apesar de ser tetracampeão nacional e bicampeão do Mundo de Produção, Armindo Araújo nunca tinha disputado o Rali de Castelo Branco, palco da sexta prova do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), realizado este fim de semana. O piloto de Santo Tirso, navegado por Luís Ramalho, descobriu os rápidos troços de asfalto da região albicastrense, mas a instabilidade das condições climatéricas, com períodos alternados de piso seco, húmido e molhado, dificultou a tarefa dos concorrentes.

“Foi um fim de semana muito exigente para toda a gente em termos de afinações e escolha de pneus”, revelou Armindo Araújo ainda em Castelo Branco. “Mais do que o facto de não conhecermos o rali, o nosso maior desafio foi encontrar o melhor setup para as diferentes condições de aderência. O carro correspondeu às expetativas, mas nós não estivemos totalmente assertivos nas escolhas que fizemos. Foi um rali muito competitivo, onde quatro pilotos entraram para a secção final com hipóteses de ganhar. Este resultado reforça a nossa liderança e agora vamos para a Madeira focados em obter mais uma boa pontuação”, concluiu o piloto do Team Hyundai Portugal, que este ano já venceu as provas do CPR no Rali de Mortágua, Vodafone Rali de Portugal e Rali Vidreiro.

Acompanhe todas as novidades e publicações do Team Hyundai Portugal na página oficial do Facebook em @hyundaiportugalmotorsport.

Team Hyundai Portugal defende liderança do CPR no Rali de Castelo Branco

By Catarina Mendes,

 

  • Armindo Araújo e Luís Ramalho partem para o Rali de Castelo Branco, no próximo fim de semana, como líderes do Campeonato de Portugal de Ralis;
  • Será a estreia do piloto do Team Hyundai Portugal no asfalto albicastrense;
  • Vitórias em Mortágua, Rali de Portugal e Marinha Grande mostraram competitividade do Hyundai i20 R5 em qualquer tipo de piso.

 

Após três vitórias consecutivas no CPR e com a rapidez demonstrada tanto em pisos de terra como em asfalto, Armindo Araújo e o navegador Luís Ramalho querem levar o Hyundai i20 R5 a novo resultado de relevo no próximo fim de semana, desta feita no Rali de Castelo Branco, palco da sexta ronda da temporada.

A prova da Escuderia Castelo Branco marca a estreia de Armindo Araújo nos troços de asfalto da região, embora o bicampeão do Mundo de Produção e tetracampeão nacional esteja motivado pelo excelente momento de forma que garantiu vitórias para o CPR no Rali de Mortágua, Rali de Portugal e Rali Vidreiro – Centro de Portugal.

“Nunca disputei este rali, mas a vitória na Marinha Grande confirmou que o Hyundai i20 R5 tem um grande potencial também no asfalto”, referiu Armindo Araújo, que lidera o CPR com um total de 92,79 pontos acumulados nos quatro ralis que disputou até ao momento. “Vamos para Castelo Branco com a motivação em alta e com a ambição de voltar a lutar pelo primeiro lugar. O objetivo principal é reforçarmos o comando do campeonato, pois sabemos que a consistência é fundamental para conquistarmos o nosso grande objetivo, que é o título”, apontou o piloto de Santo Tirso.

Armindo Araújo também fez questão de deixar uma palavra de apoio ao seu companheiro de equipa Carlos Vieira, que, segundo as informações mais recentes, continua a evoluir positivamente do acidente sofrido na Marinha Grande: “Espero que o Carlos recupere rapidamente.”

O Rali de Castelo Branco começa este sábado (30 de junho) e o primeiro dia de prova inclui duas passagens pela classificativa de Bafareira (17,32 kms), uma passagem pela classificativa de Grade (11,87) e uma Super Especial citadina (2,32 kms). No domingo (1 de julho), os concorrentes terão pela frente duplas passagens pelos troços de São Domingos (9,12 kms), Fonte Longa (14,23 kms) e Alvito (17.63 kms), perfazendo o total de 130,79 quilómetros cronometrados.

Estado de saúde de Carlos Vieira continua a evoluir positivamente

By Catarina Mendes,

Carlos Vieira, piloto oficial do Team Hyundai Portugal no Campeonato de Portugal de Ralis, continua internado no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), onde o seu estado de saúde está a evoluir de forma positiva.

O campeão nacional de ralis em título, teve uma saída de estrada na primeira classificativa do Rali Vidreiro Centro de Portugal – Marinha Grande, na tarde do passado dia 8 de junho.

A família de Carlos Vieira e o Team Hyundai Portugal fazem questão de agradecer o empenho e a competência de todas as equipas médicas e hospitalares que assistiram e assistem o piloto e também a corrente positiva gerada entre amigos e fãs do campeão nacional.

Hundai Motorsport no Rali da Sardenha – Antevisão

By Catarina Mendes,

 

  • A Hyundai Motorsport ambiciona um lugar no pódio pela quarta vez consecutiva no Rali da Sardenha, em Itália, no próximo fim de semana, o sétimo evento do Campeonato do Mundo de Ralis FIA 2018 (WRC);
  • A equipa vai ter três carros Hyundai i20 Coupé a participar na competição com Andreas Mikkelsen, Thierry Neuville e Hayden Paddon;
  • Depois da vitória em Portugal, a Hyundai Motorsport lidera o Campeonato dos Construtores por 13 pontos, com Neuville no topo da tabela dos Pilotos com 19 pontos de vantagem.

 

A Hyundai Motorsport avança para o Rali da Sardenha, o sétimo evento do Campeonato do Mundo de Ralis FIA 2018 (WRC), a liderar na classificação do campeonato de Pilotos e Construtores depois da dura vitória conquistada em Portugal.

Depois de três ralis de terra – México, Argentina e Portugal – a competição do WRC avança para o quarto rali, agora, na ilha do Mediterrâneo da Sardenha, onde a Hyundai Motorsport já viveu múltiplos sucessos em temporadas anteriores: duplo pódio em 2015, vitória em 2016 e terceiro lugar em 2017.

Este rali, composto por 20 etapas, é um dos mais curtos da temporada, com apenas 313km. No entanto, o evento baseado em Alghero inclui vários percursos espetaculares em terra, que se desenrolam com um pano de fundo de paisagens deslumbrantes à beira mar e elevadas temperaturas, o que aumenta o stress e a pressão, tanto para as duplas, como para os carros.

A Hyundai Motorsport entra no Rali da Sardenha com três carros. Andreas Mikkelsen/Anders Jæger, Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul e Hayden Paddon/Seb Marshall vão competir nos carros #4, #5 e #6, respetivamente.

Enquanto líder do campeonato, Neuville vai ter a honra e o desafio de ser o primeiro em estrada nos dias de abertura. Depois de um fim-de-semana difícil em Portugal, Mikkelsen e Paddon estão ansiosos por retomar a competição.
A equipa testou os seus Hyundai i20 Coupé WRC em Sardenha depois do Rali da Argentina, no início de maio, para preparar o evento que terá lugar no próximo fim de semana.

O diretor da equipa, Michel Nandan comentou: “Conseguimos competir a um elevado nível em Portugal com toda a nossa equipa, demonstramos a incrível performance do nosso Hyundai i20 Coupé WRC e as competências que nos garantiram a vitória. Não foi um fim de semana fácil, mas saímos vitoriosos na liderança de ambos os campeonatos. O nosso objetivo para Sardenha é melhorar a nossa performance, mas sabemos que este vai ser outro fim de semana duro. O Thierry será o primeiro em estrada, o que lhe dá uma imediata desvantagem, mas esperamos que ele consiga tirar o melhor partido da situação. Depois de um fim de semana frustrante em Portugal, esperamos que Andreas e Hayden consigam voltar ao ritmo rapidamente e lutem pela liderança. O nosso carro provou ser forte na terra e tivemos muito sucesso na Sardenha anteriormente, assim, o nosso objetivo é manter a liderança com larga vantagem ao longo do campeonato.

 

Notas da dupla: Mikkelsen/Jæger (#4 Hyundai i20 Coupé WRC)

  • Terceiro lugar na Suécia mantém-se o melhor resultado da dupla Norueguesa até à data;
  • Sexto lugar no Campeonato dos Construtores.

Mikkelsen disse: “O Rali da Sardenha é um evento muito quente, a temperatura elevada exige um grau de concentração muito alto; há várias pedras salientes ao longo dos troços que podem causar furos ou danos nos carros. Também é necessário um carro estável porque as etapas são bastante estreitas e acidentadas, o que facilita os acidentes. Melhoramos o carro na terra, o que me transmitiu um sentimento de confiança, senti-me realmente confortável durante o Rali de Portugal. Este é um sinal positivo para Sardenha onde o nosso objetivo é somar alguns pontos e melhorar a nossa posição no Campeonato de Pilotos. Ao mesmo tempo queremos ajudar a equipa a aumentar a vantagem na liderança do Campeonato dos Construtores. Não vai ser fácil para nós a nível físico ou psicológico, tal como não vai ser fácil para o carro e pneus, mas estamos prontos.”

 

Notas da dupla: Neuville/Gilsoul (#5 Hyundai i20 Coupé WRC)

  • O líder da tabela no Campeonato dos Pilotos depois da vitória em Portugal;
  • Vencedor do Rali de Sardenha em 2016; três pódios consecutivos de 2015 a 2017.

Neuville comentou: “Portugal foi o fim de semana quase perfeito para nós, conseguimos 29 dos 30 pontos possíveis. Passamos agora para Sardenha, um dos eventos mais técnicos do calendário, a liderar o Campeonato. Os troços são bastante estreitos e tornam-se muito duros na segunda passagem. O nível de aderência é bastante alto no loop de repetição, mas falta-nos tração na primeira passagem. As condições são complicadas, mas as etapas adaptam-se perfeitamente ao meu ritmo e estilo de condução. Consigo ser bastante preciso e já fui bem-sucedido na Sardenha, no passado, várias vezes.”

 

Notas da dupla: Paddon/Marshall (#6 Hyundai i20 Coupé WRC)

  • Venceu várias etapas e esteve na liderança do Rali de Portugal duas vezes antes de se ver forçado a abandonar a competição;
  • Terminou o Rali da Sardenha em 2015 no pódio e em 2017 esteve na liderança maior parte do rali.

Paddon disse: “Antes de mais, sinto-me em forma para competir depois do incidente em Portugal e estou pronto para voltar ao trabalho. Assim, podemos mostrar um nível de performance competitivo, vencer etapas e lutar pela liderança. O Rali da Sardenha é certamente um dos pontos altos do ano, localizado no Mediterrânio com condições meteorológicas muito favoráveis, contando com dias de sol e temperaturas quentes. As etapas são bastante sinuosas e desafiadoras. É um rali de que gosto muito e do qual tenho boas memórias. Alcancei o meu primeiro pódio lá em 2015 e liderei o rali em 2017. Gostaria de acabar tal como começamos o ano passado.”

 

Sardenha
Com mais de 313.46 quilómetros, percorridos ao longo de 20 etapas, a ação do Rali da Sardenha tem inicio amanhã à noite, com a Ittiri Arena Show. Sexta-feira repete-se o loop de quatro etapas, Tula, Castelsardo, Tergu-Osilo, Monte Baranta.

Sábado será o dia mais longo da competição, com 3 etapas de manhã (Coiluna-Loelle, Monti di Ala, Monte Lerno), que se repetem da parte da tarde, separadas por uma pequena etapa de Citta di Ittiri, com apenas 1.4km.

O icónico salto de Micky no Monte Lerno será um dos pontos altos do Rali que termina no domingo com duas passagens pelas etapas costeiras de Cala Flumini e Sassari-Argentiera, onde a última de cada será a Power Stage.

O painel de experts elogiou a performance impressionante do modelo, puro prazer e diversão na condução a um preço competitivo. O Hyundai i30 N foi elogiado pela sua polivalência, especialmente dado o seu status enquanto primeira entrada da marca no segmento altamente competitivo.

“O impacto do i30 N tem sido notável, este automóvel de performance é o mais cotado entre as marcas rivais estabelecidas”, referiu Mark Tisshaw, Editor da Autocar. “Este modelo demonstra uma performance, intenção e usabilidade altamente impressionantes a um custo acessível, o que lhe confere o status de “game-changer”. Foi uma primeira tentativa corajosa, envolvente e entusiasmante de um hatch.”

Motorizações poderosas
O i30 N é alimentado por um motor turbo 2.0l disponível em duas diferentes potências: o pacote standard com 250 CV e com uma versão performance com 275 CV. Torque vectoring by braking is standard, while the 275 CV version has an Electronic Limited Slip Differential (e-LSD), larger brake discs, and an active variable exhaust system.

“Ser reconhecido como “game changer” pela Autocar, um pilar da indústria automóvel, é uma grande conquista” disse Andreas-Christoph Hofmann, Vice Presidente de Marketing & Produto na Hyundai Motor Europe. Este prémio é a prova de que fomos bem-sucedido no objetivo que tínhamos para o i30 N – nomeadamente, entregar aos nossos clientes pura diversão durante a condução a um preço bastante acessível. O facto do i30 N ser mais bem cotado que os seus concorrentes estabelecidos é uma enorme honra para a marca Hyundai.”

 

Sistema de segurança e garantia líderes de classe
O i30 N é abrangido pela garantia de cinco anos com quilómetros ilimitados da Hyundai e pacote de assistência rodoviária. O automóvel está preparado com os mais recentes sistemas de assistência com tecnologia Hyundai SmartSense, incluindo Alerta de Colisão Dianteira (FCWS), Sistema de Manutenção à Faixa de Rodagem e Alerta de Fadiga do Condutor, um sistema que deteta a fadiga no comportamento do condutor.

O prémio “game changer” da Autocar considera automóveis que estabeleceram novos padrões ou desafiaram a convenção e ordem definidas.

Team Hyundai Portugal estreia-se no asfalto e quer manter liderança do CPR

By Catarina Mendes,

  • Rali Vidreiro Centro de Portugal – Marinha Grande marca o início da fase de asfalto do Campeonato de Portugal de Ralis;
  • Armindo Araújo e Luís Ramalho lideram a competição após duas vitórias consecutivas;
  • Carlos Vieira e Jorge Carvalho regressam à ação e querem lutar pela vitória na Marinha Grande;
  • Depois das vitórias em pisos de terra, Hyundai i20 R5 vai mostrar competitividade no asfalto.

 

O tradicional Rali Vidreiro Centro de Portugal – Marinha Grande será mais um momento marcante para o Team Hyundai Portugal, que disputará no próximo fim de semana a sua primeira prova oficial em pisos de asfalto.

Os dois pilotos da equipa, Armindo Araújo e Carlos Vieira, mostram-se otimistas para o evento organizado pelo Clube Automóvel da Marinha Grande, depois de terem comprovado o potencial do Hyundai i20 R5 nos testes realizados em troços de asfalto.

Armindo Araújo e o navegador Luís Ramalho chegam à Marinha Grande motivados pelo brilhante triunfo na prova do CPR do Vodafone Rali de Portugal, além de terem sido a melhor equipa portuguesa em prova, num rali \pontuável para o Campeonato do Mundo de Ralis FIA (WRC).
Com essa vitória, o bicampeão do Mundo de Produção e tetracampeão nacional assumiu o comando do campeonato, depois de já ter ganho a prova nacional em Mortágua, tentando agora manter o bom momento de forma no seu regresso aos ralis de asfalto.

“A última prova oficial de asfalto que fizemos foi o Rali de Monte Carlo no WRC em 2012”, recorda Armindo Araújo, que já venceu o Rali Centro de Portugal por três vezes (2003, 2005 e 2006). “Tenho boas recordações do Rali Centro de Portugal, mas terei de me readaptar rapidamente ao ritmo dos troços de asfalto. O carro deu excelentes indicações nos testes que fizemos nas últimas semanas e penso que há condições para voltarmos a lutar pela vitória. O nosso grande objetivo é mantermos a liderança no campeonato”, apontou o piloto de Santo Tirso.

Carlos Vieira, que esteve ausente no Vodafone Rali de Portugal, também está expectante pela estreia oficial com o Hyundai i20 R5 em pisos de asfalto, tentando aproveitar o seu passado de sucesso como piloto de circuitos.

A Hyundai Motorsport anunciou novo presidente

By André Carvalho,

A Hyundai Motorsport comunicou uma mudança nos seus quadros superiores, com o coreano Scott Noh a assumir funções de presidente com efeitos a partir de 1 de março.
O Scott Noh substitui o presidente cessante, Gyoo-Heon Choi, que orientou, com sucesso, o desenvolvimento e crescimento rápidos da Hyundai Motorsport desde o seu arranque, há pouco mais de cinco anos.
Gyoo-Heon Choi está de regresso à Hyundai, na Coreia, para assumir um cargo na recém-criada divisão de desportos motorizados e veículos de alta performance. Esta nova organização será responsável pela maximização de sinergias entre a sede e a Hyundai Motorsport, de forma a contribuir para o desenvolvimento do setor de veículos de alta performance.
Enquanto presidente da Hyundai Motorsport, Scott Noh será o responsável por todas as áreas da empresa, incluindo a sua participação no Campeonato Mundial de Ralis (WRC) da FIA, o seu Programa de Desenvolvimento de Pilotos (HMDP), bem como pelas suas atividades de competição dos clientes com o R5 e TCR. Também será o responsável pela comunicação e coordenação diárias com a Hyundai na Coreia.
Scott Noh fez a seguinte declaração em relação a esta nomeação: “É com grande orgulho que assumo o cargo de presidente da Hyundai Motorsport, seguindo os fortes alicerces construídos pelo meu antecessor, Gyoo-Heon Choi, nos últimos cinco anos. Os desportos motorizados desempenham um papel importante na organização da Hyundai. Ajudam a mudar a perceção que o público tem da nossa marca internacionalmente, enquanto melhoram as competências de engenharia, que são de importância fundamental para a nossa missão de construir automóveis de alta performance. Enquanto adepto apaixonado de desportos motorizados, estou ansioso por ajudar a empresa a dar continuidade a este percurso de sucesso no WRC e nas atividades de competição dos clientes.”

Perfil de Scott Noh
Com mais de 25 anos a trabalhar na organização da Hyundai, o Scott Noh tem as competências ideais para assumir a presidência da Hyundai Motorsport. Após iniciar a sua carreira na Hyundai na Coreia, mudou-se para os EUA em 1999, onde passou cinco anos num cargo de coordenador de vendas e marketing. Trabalhou durante cinco anos como diretor de coordenação de marketing e planeamento de produto, na Hyundai Motor Austrália, antes de voltar para a Coreia, em 2013. Inicialmente a desempenhar funções de diretor-geral da equipa de promoção para mercados exteriores, Scott Noh assumiu o cargo de administrador em 2014 e ampliou as suas responsabilidades no marketing para mercados exteriores. Neste cargo, foi o responsável pelo planeamento e gestão de lançamentos de novos modelos, comunicação, marketing desportivo e feiras automóveis. Mais recentemente, desempenhou funções de diretor do grupo de estratégia da marca, supervisionando campanhas globais para a Hyundai Motor Company.

Hyundai Motorsport no Rali da Suécia

By André Carvalho,

A Hyundai Motorsport pretende voltar à luta pelo Campeonato do Mundo de Ralis FIA 2018 (WRC) no próximo fim-de-semana no Rali da Suécia, o segundo evento da temporada.
Apesar de ter demonstrado o potencial no Rali de Monte-Carlo, a equipa deixou o principado com um dececionante quinto lugar, já que os três Hyundai i20 Coupé WRC enfrentaram alguns problemas durante o fim-de-semana.
Com seis vitórias em etapas e sete pontos na Power Stage na abertura da temporada, a equipa tem como objetivo obter melhores resultados à medida que o WRC se dirige para as etapas escandinavas, repletas de neve.
A Hyundai Motorsport apresenta-se na Suécia com três duplas com a Hyundai Shell Mobis World Rally Team. Andreas Mikkelsen e Thierry Neuville competem novamente nos carros #4 e #5, enquanto Hayden Paddon assume neste evento o carro #6 de Dani Sordo.

Pódio precedente
Tanto Neuville como Paddon registaram já pódios na Suécia, terminando em segundo lugar em 2015 e em 2016, respetivamente. Mikkelsen conseguiu alcançar o pódio por duas ocasiões com a sua antiga equipa e tem como objetivo replicar essas performances no seu primeiro evento completo na neve com a Hyundai Motorsport.
Este rali, composto por 19 etapas, é motivo de festa para o norueguês já que o itinerário de sexta-feira é composto por seis etapas ao longo da fronteira com a Noruega, a sua terra natal.
As três duplas prepararam-se para o evento durante três dias, em testes realizados na localidade de Kall na Suécia, que decorreram de 30 de janeiro a 1 de fevereiro. A neve proporcionou as condições ideais sendo que no rali são esperadas temperaturas abaixo de zero. O Hyundai i20 Coupé WRC será equipado com pneus Michelin que vão permitir à equipa enfrentar as etapas compostas de gelo com maior confiança.
O diretor da equipa Michel Nandan comentou: “Queremos deixar para trás a prestação dececionante de Monte-Carlo e dar verdadeiramente início à nossa temporada de 2018 na Suécia. Enquanto Monte-Carlo proporcionou um rali com condições imprevisíveis, agora teremos que enfrentar um desafio completamente diferente com as etapas rápidas e geladas da Suécia e Noruega. Uma coisa ficou bem clara no primeiro rali desta nova temporada – não podemos assumir nada como garantido. Não vamos ser presenteados com bons resultados, para os obtermos teremos de lutar por eles. E é isso mesmo que pretendemos fazer no Rali da Suécia. Para Andreas, este será um evento especial, com muitas etapas a ocorrerem na sua terra natal. Thierry e Hayden já conquistaram o pódio na Suécia com a Hyundai, como tal consideramos ter um forte alinhamento. Estamos preparados para aquilo que o Rali da Suécia nos reserva.”

Arma” jovem pronta para enfrentar o WRC2
O Rali da Suécia irá marcar igualmente a estreia oficial do Programa de Desenvolvimento de Pilotos da Hyundai Motorsport (HMDP) no WRC2. O piloto finlandês Jari Huttunen e o seu navegador Antti Linnaketo assumem o volante de um Hyundai i20 R5 no primeiro evento desta temporada para a competitiva categoria WRC2.
O Rali da Suécia marca o início da primeira temporada completa do jovem enquanto piloto HMDP, seguindo-se do Rali do México que decorre em março. As condições de inverno oferecidas pelo Rali da Suécia proporcionam uma sensação familiar ao finlandês. Jari realizou testes na Suécia, nos dias 11 e 12 de fevereiro para se preparar para o seu primeiro evento WRC2 de 2018.
Nandan acrescentou: “É um momento emocionante para o nosso HMDP, enquanto Jari e Antti se preparam para o primeiro evento WRC2 da temporada. Temos trabalhado de perto com eles desde setembro. A Suécia será um bom primeiro teste para eles, em condições nas quais se sentem confortáveis, mas ao mesmo tempo, estando conscientes de que a competição no WRC2 é tremendamente difícil. Tudo o que pretendemos é que eles tenham um fim-de-semana livre de problemas, consigam trazer o carro para casa e adquiram uma experiência valiosa.”

Notas da dupla WRC: Mikkelsen/Jaeger (Hyundai i20 Coupé WRC #4)
– Mikkelsen alcançou o segundo lugar no Rali da Suécia de 2014 e o terceiro lugar em 2015;
– A dupla norueguesa venceu etapas nos quatro ralis realizados com a Hyundai Motorsport.

Mikkelsen afirmou: “O Rali da Suécia é um evento especial para mim uma vez que tenho a oportunidade de competir ao longo da fronteira do meu país de origem. Recebemos imenso apoio por parte dos fãs, família e amigos. É um evento bonito e o único onde conseguimos competir na neve e gelo com pneus adequados para o efeito, que nos conferem uma adesão incrível. Esperamos enfrentar imensa neve este ano e, como tal, teremos de explorar os nossos limites.”

Notas da dupla WRC: Neuville/Gilsoul (Hyundai i20 Coupé WRC #5)
– Neuville liderou grande parte do evento de 2017, tendo alcançado uma vantagem de 43 segundos antes de se ver forçado a sair da prova;
– A dupla belga alcançou o segundo lugar em 2015, resultado esse que se mantém como sendo o melhor resultado da equipa na Suécia até à data.

Neuville referiu: “Alcançamos boas vantagens nas etapas da Suécia e Noruega ano passado, mas infelizmente as coisas não terminaram da melhor maneira e vimo-nos forçados a sair da prova no penúltimo dia. Este ano, pretendo uma vez mais tentar alcançar a vitória, mas espero que a prova corra melhor. O Rali da Suécia é um evento verdadeiramente único, o único no qual conseguimos competir com pneus adequados todo o evento. Sendo um dos ralis mais rápidos da temporada, a sensação dentro do cockpit é fascinante não só para nós como para os fãs que assistem às etapas. Desejamos proporcionar um bom espetáculo e alcançar igualmente um bom resultado.”

Notas da dupla WRC: Paddon/Marshall (Hyundai i20 Coupé WRC #6)
– Primeiro evento para Paddon e Marshall após o terceiro lugar obtido no Rali da Austrália;
– O neozelandês obteve o segundo lugar na Suécia há dois anos.

Paddon referiu: “Mal posso esperar para dar início há minha temporada de 2018. Parece que já passouimenso tempo desde que competimos na Austrália. O Rali da Suécia marca um novo começo para nós. Tenho boas memórias do pódio obtido há dois anos, e tentarei repetir essa mesma performance. Foi ótimo familiarizar-me uma vez mais com o carro nos testes recentemente ocorridos. Conseguimos desfrutar de algumas condições excecionais de condução no inverno. Um bom resultado seria o começo perfeito para a minha temporada.”

Notas da dupla HMDP: Huttunen/Linnaketo (Hyundai i20 R5 #34)
– Primeiro evento de 2018 para a dupla HMDP no competitivo WRC2;
– Os finlandeses competem ao volante do Hyundai i20 R5.

Huttunen comentou: “Mal posso esperar por darmos início à nossa temporada na Suécia, num ambiente onde nos sentimos confortáveis. Temos vindo a trabalhar de perto com a equipa da Hyundai Motorsport em Alzenau, desde a nossa nomeação como dupla HMDP para 2018, e tivemos um teste de dois dias antes do rali. Na Suécia, teremos a oportunidade de colocar em prática tudo aquilo que aprendemos até ao momento. 2018 será um ano de aprendizagem para nós, mas pretendemos ter um início sólido na neve, e ir melhorando em cada um dos eventos em que participarmos esta temporada. Temos plena consciência de que iremos enfrentar rivais muito rápidos no WRC2. Vamos dar o nosso melhor.”

Rali da Suécia em resumo
Durante quatro dias e composto por 19 etapas, o Rali da Suécia tem uma distância total de 314,25 km. Karlstad trotting track dá início à ação na quinta-feira com uma super especial espetacular.
Este rali tem lugar em dois países com as etapas de sexta-feira a decorreram na fronteira da Noruega.
O destaque de sábado vai para o famoso salto Colin’s Crest na etapa de Vargåsen. O recorde está atualmente estabelecido em 45 metros, e foi conquistado pelas duplas da Hyundai Motorsport em 2014 e 2015.
Um quarto das etapas de 2018 são novas com o retorno, no sábado, da etapa Torntorp que não ocorria desde 2014 – temporada de estreia da Hyundai Motorsport.
Os cenários de neve oferecem algumas das mais impressionantes imagens da temporada. As duplas devem manter-se focadas até à Power Stage de Torsby, no domingo.

Hyundai Motorsport revela um i20 R5 mais poderoso e responsivo para a temporada de 2018

By André Carvalho,

Os clientes do i20 R5 da Hyundai Motorsport vão poder desfrutar esta temporada de um carro mais poderoso e responsivo, graças aos esforços contínuos realizados pelos engenheiros no Departamento de Competição para Clientes da equipa.
As melhorias resultam de desenvolvimento e testes incansáveis, realizados desde a apresentação do projeto em setembro de 2016.
As principais evoluções para a temporada de 2018 são o grupo motopropulsor melhorado, introduzindo onde é implementada a abertura de válvulas variável, e mapeamento do motor novo. Em conjunto, as melhorias conferem maior potência a partir do motor 1.6, assim como maior resposta do acelerador devido a uma estratégia ALS aperfeiçoada. A chegada destas melhorias marca a mais recente evolução do i20 R5 desde a sua introdução nas competições. No entanto, estas não são as únicas modificações introduzidas para a próxima temporada.
As mudanças são o resultado de testes contínuos extensivos, assim como do trabalho dos engenheiros do departamento para apoiar equipas de clientes em eventos por toda a Europa. O seu trabalho permitiu aprimorar diversas áreas do chassis, melhorar a potência e condução do i20 R5. Incluindo novas especificações de amortecedores, adaptados tanto para asfalto como para terra, assim como uma vasta gama de rácios de diferencial para o carro, o i20 R5 permite aos clientes obter melhores desempenhos, à medida que procuram ser competitivos nos seus respetivos campeonatos.

Os últimos desenvolvimentos serão incorporados em todos os i20 R5 entregues já com a nova homologação datada de 1 de março. Os clientes atuais poderão aplicar as mudanças aos seus carros a partir da mesma data à medida que se preparam para os eventos de 2018.

Os meses de inverno foram agitados para o Departamento de Competição para Clientes. Após reivindicar três títulos durante a sua primeira temporada completa de competição, o interesse no i20 R5 aumentou. Clientes em Portugal, Irlanda e Paraguai estão entre aqueles que se impressionaram com o Hyundai i20 R5 ao ponto de o comprarem para competirem nos respetivos campeonatos nacionais de 2018, como é o caso dos pilotos Armindo Araújo e Carlos Vieira do Team Hyundai Portugal.
Andrea Adama, diretor do Departamento de Competição para Clientes da Hyundai Motorsport referiu: “Com os nossos esforços para melhorar o i20 R5 e atingir as expectativas dos nossos clientes pretendemos garantir que estes possam competir na frente em qualquer campeonato. O ritmo acelerado de desenvolvimento na categoria R5 significa que temos de estar constantemente a trabalhar para garantir isto mesmo. Estas últimas melhorias são as mais importantes que fizemos desde a apresentação do carro, e vão permitir aos nossos clientes competir pela vitória nos ralis e campeonatos nacionais por todo o mundo. Nesta temporada os nossos clientes estão a competir numa grande variedade de campeonatos, como tal temos de assegurar a continuação dos nossos esforços para que esses mesmos clientes mantenham o seu ritmo nas mais diversas condições.”